Projeto Presença Bolsa Família

No ano de 2005 se deu início ao Projeto Presença, um programa criado pelo governo federal juntamente com o Ministério da Educação. Neste ano, o projeto foi aperfeiçoado se tornando mais eficaz na tarefa de recolher informações para o censo escolar.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, Inep, foi o local escolhido para que o projeto possa estar sendo desenvolvido.

A criação do projeto foi dividida em 4 etapas da seguinte forma:

  • Cadastramento dos alunos, professores e escolas;
  • Criação do Sistema Nacional de Acompanhamento da Frequência Escolar, o Safe;
  • Inclusão do Censo Escolar em Tempo real (2006)
  • Integração com o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica, o Saeb.

Já são mais de 55 milhões de alunos cadastrados nesse programa, além de 2,5 milhões de professores e 240 mil escolas do setor público e privado.

A ficha do aluno é preenchida com todas as informações escolares, além de conter dados sociais e pessoais. No caso das escolas e professores a ficha também é preenchida de forma bem completa, contendo dados e informações detalhadas.

Para que cada aluno possa ser identificado, é atribuído a cada um deles o NIS, que nada mais é do que um Número de Identificação Social. Através desse número, é possível acompanhar a frequência do aluno na escola. Além disso, o número do NIS unifica os programas do governo, ou seja, apenas com um número de identificação, é possível ter acesso ao programa Bolsa Família 2018, também do governo. No caso dos professores, a sua identificação é realizada através do PIS ou PASEP.

Saiba o que é o Projeto Presença 2018

Como o nome já diz, o projeto Presença, possui o objetivo de acompanhar a permanência e o acesso dos alunos no ambiente escolar, tanto do setor público, quanto do privado.

O programa, diretamente, foi criado pelo governo federal através do Ministério da Educação, porém há a contribuição dos Estados e dos municípios.

O projeto é atualizado constantemente, facilitando o acesso as informações dos alunos que frequentam as instituições de ensino em nível básico.

A intenção do governo é a seguinte: juntar os dados dos estudantes, para que se possa chegar em uma solução educacional melhorando a gestão escolar e ainda trabalhar em conjunto com os demais programas sociais do governo, além de validar determinados recursos públicos de outros projetos educacionais.

Veja quais os benefícios do Projeto Presença

Um dos maiores benefícios do Projeto Presença é o controle escolar dos alunos, além do monitoramento do percentual de crianças que se encontram em situação de pobreza ou pobreza extrema.

Pelo fato dos dados serem atualizado constantemente, facilita o direcionamento de verbas e recursos para a educação.

A expectativa é que a cada dia mais alunos, professores e escolas se cadastre e consequentemente se diminua o índice de abandono escolar.

E por fim, o projeto ainda é capaz de identificar quaisquer violações realizadas contra os direitos das crianças e dos adolescentes. Além de trabalhar com a conscientização da importância da escola na vida das crianças e dos adolescentes.

Saiba como acessar as informações do Projeto Presença

Como já dito anteriormente, o projeto disponibiliza para todos os brasileiros que quiserem acompanhar, a frequência escolar dos alunos cadastrados no projeto.

Todas as informações, como o manual do sistema, dados, ficha de cadastro, etc.; estão disponíveis nesse link. Qualquer pessoa que estiver interessada em saber como anda a frequência dos alunos brasileiros em nível básico, poderá acessar.

Saiba como participar odo Projeto Presença

O programa comporta quatro perfis de cidadãos:

  1. Coordenador Estadual do PBF na Educação – responsável por presenciar a frequência escolar dos alunos que fazem parte do Projeto Bolsa Família. Ele trabalha em parceria com os coordenadores municipais.
  2. Coordenador Municipal de Grandes Prefeituras;
  3. Coordenador Municipal do PBF na Educação – desempenha um papel fundamental no acompanhamento das crianças e dos adolescentes inscritos no projeto. Ele é o responsável por cadastrar operadores além de disponibilizar alguns treinamentos. Ele é o braço direito da escola, e deve auxiliar no momento de prestar contas em relação com a frequência dos alunos.
  4. Operador Escolar do PBF na Educação – é o responsável por publicar a frequência de cada um dos alunos inscritos no programa, bem como orientar os pais e convocar a assistência social quando for necessário. Além disso, é função do Operador citar quais os motivos das ausências dos alunos e elaborar relatórios frequentes.

Caso deseje participar do Projeto Presença Bolsa Família e ficou com alguma dúvida, entre nesse site e saiba tudo com mais detalhes.

Projeto Presença Bolsa Família
Marque com 5 estrelas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *